o que falta para o 5%

Principais gastos do início do ano

Além de toda a expectativa de um novo ano e novas oportunidades, é necessário se preparar para esse início, que traz consigo alguns boletos a mais. Mas, como programar os pagamentos, seguir o ano com tranquilidade e com o orçamento positivo?

Em primeiro lugar, é importante ficar atento com a lista de compromissos acumulada desde o final de ano e evitar gastos extras. Uma pesquisa divulgada pelo G1, mostra que em agosto deste ano, o percentual de famílias com dívidas no Brasil, alcançou 67,5%. O que é preocupante!

A dica para aposentados e pensionistas é que se planejem e separem uma parte do salário para destinar a esses pagamentos. E caso você tenha alguma renda extra, como autônomo ou profissional liberal, é interessante nos meses de melhor resultado, guardar uma parte do pagamento, para formar a reserva de emergência. Com essa prevenção, fica bem mais fácil se programar e evitar dívidas futuras.

Para te ajudar, listamos os compromissos mais comuns na vida do brasileiro para você já ir se programando, confira!

IPTU

É o imposto cobrado para quem é proprietário de imóvel na cidade. Ele se aplica a casa, escritório comercial, apartamento, terreno, etc. O valor do IPTU é calculado e cobrado segundo a legislação do município – e o dinheiro arrecadado também é responsabilidade dele.

Geralmente, é enviado um boleto entre os meses de janeiro e fevereiro, com vencimento no mês seguinte ao cobrado. O valor é feito com base no preço sugestivo de venda, e em cima dele recai uma alíquota, que é a taxa definida de acordo com o imóvel, e que define o preço total dos impostos.

Dependendo da cidade, o valor pode ser pago à vista – podendo ter desconto de até 10% – ou parcelado ao longo dos meses. É importante lembrar que pessoas que moram em zona rural não pagam o IPTU, mas um imposto equivalente chamado Imposto Territorial Rural – ITR.

Posso ter isenção do IPTU?

Cada cidade tem suas regras para o abatimento do IPTU. Em algumas delas, aposentados e pensionistas do INSS recebem um desconto no valor ou não precisam pagar o imposto. Para saber mais sobre a isenção, recomendamos que busque no site da prefeitura de sua cidade ou pessoalmente.

IPVA

O IPVA lembra o imposto anterior, a diferença é que este é estadual e voltado para os proprietários de veículos terrestres, como carro e moto. Ele é cobrado no mês de janeiro, e seu valor é calculado de acordo com o preço sugerido de venda do automóvel (levando em conta o modelo e ano), somado com a alíquota, que é variável.

O valor e descontos do IPVA, vão ser cotados de acordo com cada Estado. Para quem deseja realizar o pagamento a vista, o estado pode oferecer um desconto por isso. Mas caso o valor cheio atrapalhe o seu planejamento, você pode conferir as condições de parcelamento oferecidas.

Para pagar seu IPVA, é bem simples: é só comparecer a um banco credenciado ou lotérica, com o nº do RENAVAM (Registro Nacional de Veículo Automotor) em mãos. Além disso, o pagamento pela internet ou no débito automático são opções possíveis.

Existe isenção para IPVA?

A dispensa do Imposto sobre Veículos Automotores depende de Estado para Estado. Em São Paulo, por exemplo, pessoas com doenças crônicas e proprietários de carros produzidos há 20 anos ou mais, não precisam pagar o IPVA.

Consulte no seu estado quem tem direito a esse benefício.

Parcelas de fim de ano

Sabe aquelas compras feitas durante a black friday, ou aquela viagem de ano novo? Então… A sua fatura fecha e adivinha: o pagamento deve ser feito nos primeiros meses no novo ano.

Concentre-se em pagar as contas anteriores ao invés de contrair novas dívidas! Manter as finanças com saldo positivo é o melhor a se fazer nesse momento.

Seguros

Em muitos casos, a renovação e reajuste dos seguros – casa, vida, de veículo, entre outros – são feitas nos primeiros meses do ano. Por isso, é importante estar atento às informações passadas pela seguradora e conversar sobre uma possibilidade de desconto diretamente com a empresa. Quem sabe você negocia e ganha um bom desconto para aliviar as despesas! 

Imposto de Renda

No 1º trimestre do ano ainda, você deve finalizar a sua declaração do IR. Esse é um ponto muito interessante, pois, em caso de atraso, o contribuinte pode pagar uma multa, mas caso ele resolva toda sua situação com antecedência, ele terá prioridade na restituição do Imposto de Renda que é paga ao longo do ano!

Hoje em dia, pessoas que recebem menos de R$1.999,18 mensalmente, ou com doenças graves, não precisam declarar no IR. Existem propostas para que em 2021, a isenção seja feita para quem tem renda de até 3 mil reais por mês. A atualização ainda está sendo feita, por isso é importante acompanhar as notícias.

Gostou da lista?

Acreditamos que o planejamento financeiro é um dos melhores amigos de quem deseja viver tranquilamente! Caso você ainda não acompanhe seus gastos, sugerimos que comece a fazer isso de agora. Caso precise de uma ajudinha para lidar com todas essas contas de início de ano, conte conosco!

Temos as melhores taxas do mercado, além de um atendimento humanizado e segurança durante toda a sua operação. Conheça melhor, o MEU TUDO!

Contrate agora

Ajude outras pessoas

Compartilhe com seus amigos que precisam de um empréstimo consignado seguro, descomplicado e 100% online, com taxas a partir de 1,19% a.m.