qualidade de vida idosos

Qualidade de vida para a terceira idade

Empréstimo consignado online com taxas a partir de 1,29%, em até 84x.

Em comemoração ao dia do Idoso – que acontece no dia 1º de outubro – estamos fazendo uma série de conteúdos riquíssimos, sobre como aproveitar da melhor forma, essa fase da vida. E hoje, trouxemos algumas recomendações com o objetivo de garantir a qualidade de vida e o bem-estar na velhice.

A gratificação de uma vida apreciada da melhor forma possível, é inestimável. E se você acha que ainda não aproveitou o melhor da vida, fique tranquilo: sempre é tempo de fazer mudanças positivas. Isto trará benefícios para você e às pessoas ao seu redor. Pensando nisso, logo abaixo estão tópicos com sugestões de atitudes que podem fazer uma grande diferença na sua qualidade de vida!

Família

A função da família é importantíssima para o bem-estar na velhice. Tanto em questões sociais, quanto legais, é instituída por lei no Estatuto do Idoso a priorização no atendimento ao idoso por sua própria família:

‘É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.’

Desde tarefas cotidianas em casa, como também complementar a renda da família, o idoso tem um papel ímpar no seu lar. Para que aproveite ao máximo os momentos perto de quem ama, é recomendado que sejam feitas reuniões em família, procure manter contato através de ligações e outros meios de comunicação, entre outros. Para uma vida em harmonia com as pessoas ao redor, é necessário doação de tempo e respeito!

Empréstimo consignado online com taxas a partir de 1,29%, em até 84x.

Comunidade

O franco crescimento da população acima de 60 anos, exige que as pessoas estejam preparadas para incluir o idoso como consumidor e colaborador. A inclusão, significa fazer parte, ser compreendido em sua condição da vida e humanidade. É se sentir pertencente como pessoa humana, singular e ao mesmo tempo coletiva. Segundo a médica, geriatra Lilian Moraga:

“Necessitamos de maior interação da sociedade com a terceira idade. É preciso entender que ser idoso não significa necessariamente ser limitado. Muitos idosos estão cada dia mais ativos, carregando um potencial de conhecimento e vivência enormes.”

A sociedade deve se preparar para ter um atendimento especial para idosos, desenvolver atividades que enquadram esse público, dispor de espaços adequados, etc.  A qualidade de vida na terceira idade, está diretamente ligada às relações saudáveis em sociedade. E a inclusão dos mais velhos, participando, opinando, e convivendo em comunidade, é de extrema importância.

Conheça nossas ofertas de empréstimo consignado
e escolha a que melhor se encaixa a você.

Atividades Governamentais/Políticas Públicas

Com o objetivo de propor um caminho para um envelhecimento com qualidade, a Secretaria de Direitos Humanos da República, busca, em parcerias com outros Ministérios e órgãos, implementar ações e ferramentas adequadas e, medidas concretas que favoreçam a promoção da inclusão e independência da pessoa idosa pelo maior tempo possível. 

Nosso país está atento ao processo de envelhecimento e às pessoas acima de 60 anos no geral. Por isso, foca na elaboração de ações públicas e busca representar o papel correto do idoso em sociedade, abandonando a ideia de que essa população mais velha é inativa. O governo dedica atenção especial no reforço da proteção social em casos de extrema vulnerabilidade, nas quais persistem dificuldades de acesso a direitos fundamentais como a Moradia, a Saúde e a Segurança Social.

Existem diversos programas governamentais que estão em vigência em prol do bem-estar dos mais velhos. Como exemplo temos: a assistência farmacêutica e o Programa Nacional de Imunização para promoção da saúde, e o  Programa Vida Saudável com o objetivo democratizar o lazer e o esporte recreativo aos idosos.

Saúde e Alimentação na 3ª idade

Movimentar o corpo e caprichar na alimentação são práticas saudáveis e essenciais para uma velhice feliz. Se alongar, andar pelas ruas, ou investir tempo em um esporte, além de manter a musculatura ativa e saudável é uma ótima forma de cuidar do corpo e da mente!

A prática de atividades físicas associada a uma boa alimentação – um cardápio variado e rico em nutrientes – é a chave para a longevidade. Com o acompanhamento de profissionais da saúde como o geriatra e o nutricionista, os idosos diminuem os níveis de estresse e garantem um estilo de vida sadio na velhice. 

Pensar em bem-estar na 3ª idade, vai muito além de serviços médicos e medicações. É uma série de hábitos e atitudes que contribuem para um envelhecimento de qualidade. Para o acompanhamento dessa fase da vida, o Governo criou a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, com várias dicas e precauções, além de espaços para acompanhamento.

Empréstimo consignado online com taxas a partir de 1,29%, em até 84x.

Você pode conhecer melhor clicando AQUI.