veja como quanto pode atrasar financiamento caixa

Financiamento caixa, quantas parcelas posso atrasar?

Financiamento Caixa

A princípio você já deve ter se perguntado, quantas parcelas do financiamento caixa posso atrasar? É uma pergunta bem complexa, falaremos disso a seguir. Primeiramente vamos falar dos bancos em geral, pois os bancos estão geralmente concedendo um intervalo de 60 dias para o financiamento de um imóvel, tudo isto em razão da pandemia do novo coronavírus. Apesar disso, há um custo ao mutuário que não é baixo. As parcelas que não forem diluídas (no caso, 03 delas) do saldo devedor, ficarão ao final do contrato como pagamento de valor.

Os devidos juros serão somados ao saldo para as quitações finais do financiamento Caixa.

A Caixa Econômica Federal informa que houve um aumento do prazo para postergação do imóvel para 90 dias. Isto é, o mutuário poderá deixar de pagar 04 parcelas e, obtém ônus ainda maiores de contrato.

Em tempo, o valor mínimo para pagamento parcial é o valor do seguro e eventuais custos operacionais, que compõem o encargo mensal, sendo permitido que o cliente pague a  partir daí qualquer valor, definido no ato da negociação e mantido durante toda a vigência do pagamento parcial.

Alternativas para aliviar o FGTS:

Pode-se utilizar o FGTS para pagamento de parte das prestações de um financiamento Caixa. O limite com recursos do FGTS é de até 12 parcelas, entre elas três já vencidas, no máximo.

O saldo do FGTS pode ser utilizado para pagar até 80% do valor total dessas prestações mais os juros e multas referentes às parcelas vencidas. Ou seja, ainda será preciso arcar com os 20% restantes do valor.

Ademais, vale frisar que “a opção de transferir a dívida para outro banco que cobre juros menores também pode aliviar o valor das parcelas, mas não costuma estar disponível ao mutuário. Primeiro porque pode ser difícil encontrar bancos que cobrem juros menores do que os da Caixa, principalmente se a linha for subsidiada com recursos do FGTS ou do programa Minha Casa Minha Vida. Além disso, a portabilidade de crédito imobiliário é uma operação complexa, que, na visão dos bancos, geralmente não compensa”.

Opções para não atrasar o financiamento:

  1. Realizar a renegociação: É recomendado e se faz necessário a leitura integral do contrato
  2. Use o FGTS e faça a quitação de suas dívidas (coloque em dia até 12 prestações atrasadas)
  1. Transferência de dívidas para outra instituição. Só é vantajosa essa prática, quando a taxa da instituição a ser transferida é menor da qual você está usa costumeiramente.
  1. Venda do imóvel: Haverá necessidade da venda do imóvel, quando os demais casos encontram-se esgotados, isto é, quando o cenário está caótico e há possibilidade do banco retomar tal propriedade.
  1. Quando houver cobranças bancárias, solicita-se que o banco envie estas para o financiador, deixando-o ciente ciente das pendências. Na Caixa, a tolerância é de 60 dias. Sem pagamentos, realização de transferências e/ou afins com as instituições financeiras, ocorre a chamada consolidação de propriedade: a instituição toma posse ou leva a leilão o então imóvel referido. 
  1. Em casos de negação, o morador poderá ser retirado à força. Uma ação é movida a esta pessoa.

      Veja também:

  • Quando um consumidor estiver com as parcelas atrasadas, uma notificação enviada pelo banco chegará até sua residência. Este aviso poderá ser via carta ou por meio de um oficial de cartório.
  • Após o fechamento de contrato de financiamento, não há mais possibilidade de distrato. Ou seja, não pode mais voltar atrás na compra de determinado imóvel.
  • 15 dias é o prazo máximo para uma dívida ser posta em dia por um credor
  • Passado o prazo, leilão pode ser feito em 30 dias
  • A entrega das chaves só é realizada depois de quitar débitos com a construtora. Somente desta forma, o cidadão sai aliviado e com o sonho da casa própria realizado, sem qualquer tipo de prejuízo.

Fontes:

Revista Exame:

https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/como-evitar-que-a-caixa-retome-seu-imovel

Grupo RBS (Portal Gaúcha ZH):

https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/noticia/2017/03/conheca-as-alternativas-para-quem-esta-com-a-prestacao-do-imovel-atrasada-9739252.html